Tag Archives: Karl Lagerfeld

Em desfile Chanel, quem rouba cebola é rei.

5 mar

Olá gente, hoje vim comentar sobre o tão já comentado desfile de outono/inverno 2014-15 da Chanel, na Paris Fashion Week.

Karl Lagerfeld e toda a incrível equipe de marketing da Chanel trabalharam extremamente bem e trouxeram para esse desfile algo muito mais chamativo que um “tênis de corrida com cano super-hiper alto”, eles transformaram o Grand Palais em um supermercado repleto de produtos com logo da Chanel. Haviam gondolas e prateleiras preenchidas por garrafas coloridas com o nome “Tweed *e seu fictício sabor*”, presuntos rotulados de “Jambon Cambon”, garrafas d’água “Chanel N0”, entre uma infinidade de produtos extremamente pensados para atrair olhares e fascinar todos que estivessem ali (ou nós, meros mortais, que assistíamos pela internet ou víamos fotos/informações via redes sociais).

O desfile trouxe o luxo da Chanel ao dia-a-dia da típica parisiense que, após o trabalho, vai ao supermercado, à padaria, à “quitanda” do bairro… Portanto entre as peças estavam leggings rasgadas, croppeds, tênis, casacões, mas trazendo também clássicos da marca como casaco tweed que ganhou diferentes formas, conjuntinhos, entre outros. Tudo lindo e impecável como algo com o nome “Chanel” deve ser. O desfile termina ao som de “Senhoras e senhores o shopping será fechado. Sinta-se livre para pegar uma fruta ou um legume de cortesia no seu caminho à saída.”, mas isso não satisfez o publico presente.

O mercado foi saqueado por todas aquelas pessoas chiques e finas que estavam ali presente. As frutas e os legumes foram os menos desejados pelo publico – claro, não havia nenhum logo da Chanel nos mesmos – o que eles queriam mesmo era qualquer produto que desse para comprovar “eu estive lá e sai com xis coisa”. Vassouras, tapetes, embalagens vazias de macarrão, garrafas d’água entre infinitos outros produtos (ou falsos produtos) foram furtados e escondidos pelo publico. A única coisa que eles não sabiam é que na saída haviam seguranças para revistar “xs queridxs editorxs” que tentaram surrupiar a decoração.

O que me espanta é perceber que só por estar com o nome “Chanel” escrito é aceitável roubar um supermercado. Camila Yahn disse no site da FFW “O que faz frequentadores de um evento de luxo subir um por cima do outro para roubar uma cebola ou um espanador? Peraí, nós vemos cenas de pessoas saqueando mercados ou brigando por água e comida, e na maioria das vezes, são outros os motivos que desencadeiam essas ações.” E eu ainda acrescento que essas mesmas pessoas que tentaram sair do Grand Palais com uma luva de limpeza na clutch são as mesmas que julgam quem rouba um pão na padaria por necessidade.

Obvio que não sou a favor de crimes (sejam eles vindos de alguém que necessita, sejam eles vindos da ganancia alheia) e não pude deixar de me espantar ao ler nos comentários no instagram algo como “eu vou ficar decepcionado se você não tiver roubado alguns” em uma foto de luvas de lavar louça. Me diz, o que a pessoa faria com isso? Andaria na rua com ela no inverno só pra dizer que usa uma luva Chanel? Lavaria louça com ela?

chanel

Fica aqui minha revolta e indignação pra vocês,
xx, Mel.

Anúncios