Arquivo | Assuntos RSS feed for this section

Em desfile Chanel, quem rouba cebola é rei.

5 mar

Olá gente, hoje vim comentar sobre o tão já comentado desfile de outono/inverno 2014-15 da Chanel, na Paris Fashion Week.

Karl Lagerfeld e toda a incrível equipe de marketing da Chanel trabalharam extremamente bem e trouxeram para esse desfile algo muito mais chamativo que um “tênis de corrida com cano super-hiper alto”, eles transformaram o Grand Palais em um supermercado repleto de produtos com logo da Chanel. Haviam gondolas e prateleiras preenchidas por garrafas coloridas com o nome “Tweed *e seu fictício sabor*”, presuntos rotulados de “Jambon Cambon”, garrafas d’água “Chanel N0”, entre uma infinidade de produtos extremamente pensados para atrair olhares e fascinar todos que estivessem ali (ou nós, meros mortais, que assistíamos pela internet ou víamos fotos/informações via redes sociais).

O desfile trouxe o luxo da Chanel ao dia-a-dia da típica parisiense que, após o trabalho, vai ao supermercado, à padaria, à “quitanda” do bairro… Portanto entre as peças estavam leggings rasgadas, croppeds, tênis, casacões, mas trazendo também clássicos da marca como casaco tweed que ganhou diferentes formas, conjuntinhos, entre outros. Tudo lindo e impecável como algo com o nome “Chanel” deve ser. O desfile termina ao som de “Senhoras e senhores o shopping será fechado. Sinta-se livre para pegar uma fruta ou um legume de cortesia no seu caminho à saída.”, mas isso não satisfez o publico presente.

O mercado foi saqueado por todas aquelas pessoas chiques e finas que estavam ali presente. As frutas e os legumes foram os menos desejados pelo publico – claro, não havia nenhum logo da Chanel nos mesmos – o que eles queriam mesmo era qualquer produto que desse para comprovar “eu estive lá e sai com xis coisa”. Vassouras, tapetes, embalagens vazias de macarrão, garrafas d’água entre infinitos outros produtos (ou falsos produtos) foram furtados e escondidos pelo publico. A única coisa que eles não sabiam é que na saída haviam seguranças para revistar “xs queridxs editorxs” que tentaram surrupiar a decoração.

O que me espanta é perceber que só por estar com o nome “Chanel” escrito é aceitável roubar um supermercado. Camila Yahn disse no site da FFW “O que faz frequentadores de um evento de luxo subir um por cima do outro para roubar uma cebola ou um espanador? Peraí, nós vemos cenas de pessoas saqueando mercados ou brigando por água e comida, e na maioria das vezes, são outros os motivos que desencadeiam essas ações.” E eu ainda acrescento que essas mesmas pessoas que tentaram sair do Grand Palais com uma luva de limpeza na clutch são as mesmas que julgam quem rouba um pão na padaria por necessidade.

Obvio que não sou a favor de crimes (sejam eles vindos de alguém que necessita, sejam eles vindos da ganancia alheia) e não pude deixar de me espantar ao ler nos comentários no instagram algo como “eu vou ficar decepcionado se você não tiver roubado alguns” em uma foto de luvas de lavar louça. Me diz, o que a pessoa faria com isso? Andaria na rua com ela no inverno só pra dizer que usa uma luva Chanel? Lavaria louça com ela?

chanel

Fica aqui minha revolta e indignação pra vocês,
xx, Mel.

Anúncios

Colorindo o mundo com Chloe Norgaard

21 jan

254973_370690853024170_2121551004_n

Bom, venho hoje apresentar a vocês, Chloe Norgaard, a nova queridinha das redes sociais e das grandes marcas. O que ela tem de especial pra ter milhares de seguidores no instagram? Um cabelo que muda de cor toda semana, com combinações maravilhosas, de tirar o folego de qualquer um(a). Chloe, que é naturalmente morena, hoje vem construindo uma carreira como modelo de invejar. Com contrato assinado com a Premier Model Management, já foi a cara da United Colors of Benetton (marca que combina cor, qualidade e moda), já desfilou para a iD magazine e Harpers Bazaar. O post é curtinho, mas é recheado de fotos. Aproveitem!

4c0de9b8756911e2ab5722000a9e0907_7_large

156451_10151418997869089_1261823823_n_large

cabelo-colorido_large

large (1)

large (2)

large (4)

large (5)

large (6)

large (7)

large (8)

large (9)

large

tumblr_mi75a0OF3H1rgara5o1_1280_large

uniqlo-campaign-ma_2607456a

(depois de ver essas e mais inúmeras fotos dela, a minha maior vontade é de tacar Dekapcolor no cabelo, deixar numa base boa e brincar assim com as cores… ah, se arrependimento matasse rs)

xx, Mel.

Sobre consumo e compromissos

6 dez
Cena do filme "Confessions of a Shopaholic"

Cena do filme “Confessions of a Shopaholic”

Quem é vivo sempre aparece, mas fim de semestre é literalmente o FIM, pelo menos ninguém viu eu e a Mel arrancando os cabelos, em contrapartida muitas pessoas presenciaram nossa linda carinha de “fui dormir às 3:00 e acabei de acordar super atrasada pra aula”, mas faz parte, pelo menos ninguém nunca me disse que seria um mar de rosas.

Esses dias eu assisti o filme Os Delírios de Consumo de Becky Bloom – não, eu nunca tinha assistido. Confesso que não é bem o tipo de filme que eu gosto, mas todos temos aquele dia que queremos um filme só para rir e passar o tempo, esse foi o meu. Mas apesar de parecer uma comédia romântica boba e engraçadinha, o filme trata diretamente de um assunto, até mesmo, delicado: o consumo descontrolado. E não só isso, também mostra como a perda do controle financeiro pode ser muito rápida e que pra voltar depois pode ser muito difícil.

Estamos cercados de táticas de Marketing e objetos (roupas, decoração, etc) de design maravilhosos, queremos comprar e parece que não ficamos saciados nunca. É o vestido, o sapato que combina com o vestido e a bolsa e os brincos e enfim: quanto mais compramos, mais queremos comprar. Parcela aqui, parcela ali. Quando vemos nosso salário inteiro se foi. Mas não quero falar sobre controle financeiro – não hoje – quero falar sobre outra situação que o filme mostra: algumas vezes (ou várias) Becky se atrasa ou perde compromissos por causa da sua necessidade de consumo, ela chega ao ponto de quase perder a amizade da melhor amiga por conta disso. 

Qual a nossa insegurança? Ela é assim tão grande? Quem nunca entrou numa loja só pra ver uma coisinha e se atrasou no mínimo meia hora para um compromisso? Quem nunca deixou alguém irritado porque estava passeando mas não resistiu em não comprar uma blusa que estava na vitrine?

Nós estamos tão focado na idéia de imagem e no desejo impulsivo e compulsivo, que esquecemos e deixamos de prestar atenção nas situações ao nosso redor, andamos na rua observando as vitrines e não as pessoas, perdemos situações inusitadas, perdemos um sorriso de um estranho, deixamos de prestar atenção em conversas. Não queria entrar em questões sociais, mas esquecemos que enquanto entulhamos nosso armário cada vez com mais roupas, tem gente que usa a mesma todo dia, gente que não tem o que comer.

Nosso ego é assim tão grande?

O fato é: temos colocado roupas – ou outros itens – quase que em nossas necessidades primárias, se é que já não estão, por um lado esses estão sim nesse patamar, mas estou falando de compras apenas por desejo e impulso. No filme, Becky Bloom nos mostra o valor das coisas, sutilmente, no meio de risadas. Nunca pensei que fosse tirar lições de moral de uma comédia romântica.

xx, Lu.

Movimento Compro de Quem Faz.

3 nov

Voltei a ter um tempo ocioso, o que obviamente não durará muito, e como sempre fiquei navegando pela internet em busca de novidades; eis que me deparo – não lembro onde, nem como – com o movimento Compro de Quem Faz. Definição retirada do próprio site: “UM MOVIMENTO A FAVOR DE ARTESÃOS E ARTISTAS CRIATIVOS E INDEPENDENTES. UM MOVIMENTO PARA INCENTIVAR O SUSTENTÁVEL E O LOCAL, POR MEIO DO APOIO ÀS PESSOAS QUE AMAM O QUE FAZEM.” Agora me digam se não é pra morrer de amor só com a definição?! Quem me conhece sabe que eu sou uma louca por arte, artesanato e coisas feitas em seu ritmo “natural”, isso até mesmo para alimentação. Sou aquela chata que faz os amigos ou os pais esperarem duas horas enquanto fico olhando uma feirinha – desde que ela não seja tosca e óbvia -. Já compartilhei com vocês, também, a minha paixão pelo trabalho da Helen Rödel, a qual tem seu grupo de artesãs e, junto delas, produz peças em tricot e crochê manualmente.
O movimento é uma realização do Tanlup, e no site vocês podem conferir várias reportagens legais e meios de apoia-lo. Na lateral do blog adicionei uma bandeira do movimento e, a partir dele, vocês podem acessar o site.

azul

xx, Lu.

34ª Casa de Criadores.

8 out

Está chegando a 34ª Casa de Criadores, que acontecerá entre os dias 14 e 16 de outubro no Memorial da América Latina, aqui em São Paulo. Um evento aguardado tanto por nós, meros estudantes, quanto por vários profissionais da área. Mas, não estou aqui para promover o evento, já que o mesmo é muito conhecido, e sim para contar que, juntamente com a 34ª edição, acontecerá a segunda edição de “Lições de Casa”, um ciclo de palestras interessantíssimas abordando temas muito úteis e importantes, e vai contar com nomes como Lilian Pacce, Karlla Girotto e outros.

Para conferir mais informações sobre as palestras acessem o site da Casa dos Criadores.

I will be there,

xx. Lu

Lucian Freud: Corpos e Rostos

25 set

Hey gente, sumi né? Trabalhos, falta de tempo, vicio em séries como a Lu e acabei ficando sem tempo pra bolar um post legal… Eis que ontem (24-09) eu e a Lu fomos ao MASP fazer um relatório sobre o Romantismo, que tem lá no acervo deles. Um amigo nosso que estava lá com a gente, nos sugeriu ir ao primeiro andar, conferir a exposição do Lucian Freud (neto do grande gênio de mesmo sobrenome, Sigmund Freud, criador da psicanálise), e é sobre isso que vou falar e sugerir pra vocês.

lucian-freud-nyr(Girl with Roses 1947-48)

É a primeira vez que uma exposição de Lucian Freud vem ao Brasil, com o nome “Corpos e Rostos” ela nos apresenta duas épocas importantíssimas de Lucian, a primeira quando ele faz alguns experimentos com gravuras e a segunda época quando ele faz obras extraordinárias com a técnica de água-forte (técnica com a utilização de metal e ácido). A mostra nos trás também alguns quadros, entre eles o Girl with Roses, que tem uma história fantástica por trás da tela e que vocês só saberão indo até lá porque eu não contarei. A exposição chega ao fim quando entramos numa área com algumas fotografias, feitas pelo auxiliar de Lucian, David Dawson, enquanto ele criava algumas de suas telas. Fotografias essas, tão marcantes e expressivas quanto as próprias obras de Lucian. Fiquem atentos ao sair da exposição, que ao lado direito terá uma salinha escura passando um mini documentário sobre a vida deste ser incrível, com duração de cerca de 27 minutos (não assisti inteiro, mas pretendo voltar com tempo para isso).

A exposição ficará no MASP até o dia 13 de outubro, com entrada gratuita as terças-feiras. Aproveitem!
xx, Mel.

The Carrie Diaries ♡

23 set
Carrie, personagem principal da série.

Carrie, personagem principal da série.

Estive sumida esses tempos pois estava totalmente mergulhada em séries, e não tinha nada que fizesse eu querer gastar meu tempo livre com outra coisa se não alguma série. Terminei de assistir The Walking Dead e New Girl, e comecei a assistir The Carrie Diaries e Apartment 23. Não pensei duas vezes em compartilhar um pouco com vocês a respeito da Carrie. A história se passa no ano de 1984, ela é uma menina de 16 anos que mora com o pai e a irmã, apaixonada por Nova Iorque consegue um estágio numa empresa de Direito em Manhattan, até que um dia conhece Larissa Loughton, Produtora de Moda na Interview Magazine. Larissa vive no mundo que Carrie quer pertencer, com amigos influentes no mundo da Moda, Música e Literatura. Obviamente Larissa não sabe que Carrie tem só 16 anos e a mantem sempre por perto, a levando a festas e eventos incríveis. E então nossa personagem se vê numa vida dupla entre o que ela almeja e o que seu pai planeja para ela.

A bolsa customizada por Carrie também é um importante personagem na série.

A bolsa customizada por Carrie também é um importante personagem na série.

A série é cheia de informações legais, com roupas super fofas, além de ser super divertida, também aborda vários assuntos como a homossexualidade, problemas de família e não saber o que fazer com seu futuro.

Pra quem tem vontade de trabalhar com revistas de Moda, dá pra sentir um gostinho e ficar querendo mais, apesar de ser uma coisa fictícia.

A primeira temporada já acabou e a segunda começa dia 25 de Outubro pela TBS Brasil.

THE CARRIE DIARIES

xx, Lu.